quinta-feira, 10 de abril de 2008

Somos Brasileiros


Como prometi no post anterior, vou contar detalhadamente como aconteceu nossa aventura como cenógrafos ao lado do Dobras ao Vento, fazendo o palco acima.

A galera da Nós4, que já é cliente da mooz desde 2005, quando fizemos a capa do primeiro DVD Ao Vivo em Maracaípe e a nova marca da banda, nos procurou para fazer acapa do novo DVD "Somos Brasileiros" e pediu também que fizéssemos o cenário do show. A princípio ficamos meio em dúvida se devíamos topar ou não, já que não tínhamos experiência no ramo, mas ele insistiram e nos deram carta branca para fazer o que quiséssemos.

Nós então bolamos um complexo cenário, que incluía uma árvore gigante de arame e tecido dentro do palco, com ramos por todo lado. Entramos em contato com um artista plástico que aceitou executar nossas idéias, mas os prazos acabaram não batendo. Voltamos então à estaca zero e entramos em contato com Guilherme Luigi, que além de designer fazia cenários com a Pardieiro. Guilherme nos passou o contato de Eva Duarte e Noá Jofilsan, dobradores inveterados de Olinda. Foi então que vimos pela primeira vez os tais origamis e ficamos loucos. Não tivemos dúvidas de que era isso que queríamos e fizemos logo o novo projeto do palco, agora cheio de origamis de 1 metro de diâmetro, com direito a maquete e tudo!


Junto com o Dobras ao Vento, decidimos usar papel branco, pois as kusudamas poderiam mudar de cor de acordo com a iluminação. Começou então uma época de correria, com muitas idas a Olinda e Gravatá, onde seria gravado o show. Devido à impossibilidade de transportar os origamis maiores prontos (tinha uns 17 menores para compor o espaço), Eva e Noá levaram os módulos dobrados em caixas e a montagem final teve que ser feita no dia do show, pois a umidade deformava quase instantaneamente as kusudamas. Ainda tivemos ajuda da minha noiva Marina (na foto abaixo com Gustavo, Eva e Noá) e Joana, irmã de Gustavo.




Correndo contra o tempo, os dois montaram os origamis enquanto nós pendurávamos tudo que ia ficando pronto. Acho que Eva explicou isso bem claramente em seu blog: "Chegando no local do evento (em Gravatá, agreste de Pernambuco) e logo notamos a elevada umidade do ar. As bolas de flores de cerejeira começavam a desabar imediatamente após a montagem, apesar da estrutura de fios tensionados que já havíamos projetado. Soluções de útimas hora salvaram a simetria, mas não o formato esférico. O resultado ficou mais orgânico e aleatório, algo como nuvens, pipocas, algo assim... Ficou lindo, mas bem mais louco do que imaginamos!!!"





Enfim, quase mortos de cansaço, pudemos curtir o show. Além das fotos, coloquei um vídeo no YouTube que fiz com a câmera fotográfica (o áudio está péssimo!) após a gravação do DVD. No vídeo dá pra sentir melhor o clima do DVD.





De volta ao Recife, foi hora de pensar na capa. Não tivemos dúvidas de que o grande trunfo eram os origamis e apostamos neles. Usei fotos que tiramos no dia do show para desenhar algumas das formas criadas por Eva e Noá no Illustrator (imagens abaixo). Além dos origamis, desenhei umas flores que serviram como textura na ilustração final.



Depois resolvi reviver a árvore do projeto inicial e lá fui eu novamente desenhar no Illutrator.


Com todos os elementos mais ou menos prontos, levamos tudo ao Photoshop e passamos dias testando texturas e cores, até chegar no resultado final, que é a segunda árvore abaixo.



Daí foi diagramação de conteúdo. E meses depois, o DVD estava lindo nas minhas mãos. Pouco depois do lançamento, Eva me ligou eufórica vendo o DVD pela primeira vez num daqueles carrinhos que vendem CD e DVD pirata na rua. E ela amou. :)

4 comentários:

Marina disse...

eita... deu saudade desse dia... e da época tb! nesses tempos findos eu ainda era mooziária! hehehehe...

lembro como se fosse hj eu ajudando gú a fazer as bonecas dos origamis da maquete... ficou tão lindinha! e o palco em si então, nem se fala!

ah, e não poderia deixar de esquecer do maravilhoso e calórico café da manhã da padoca de gravatá e da incansável busca por um restaurante decente pro jantar!

e vc esqueceu de mencionar a colaboração de Bidu, meu paliozinho macho, que fez parte do transporte! bichinho, a suspensão sofreu pouco nas crateras rurais de gravatá... e até hj a mooz não indenizou o coitado por acidentes de trabalho! hahahahaha!

Cezar disse...

tenho acompanhando o blog a algum tempo e tou curtindo muito as novidades. Sempre admirei muito o trampo da mooz desde que a conheci, falo especificamente nesse por conhecer a galera da nos4 e por tar por dentro de tudo que a banda faz, e quando cheguei em gravata nessa noite quem tava comigo falou "poo que lindo" entao ficam os parabéns ao trabalho da galera!

sou aspirante a designer e fico feliz por recife ter um trampo de qualidade!

um abraço

Eva Duarte disse...

Edu,

arrasou no case!!!

e no trampo, claaaaaro!!!

vcs descobriram quem soltou ou DVDs pros camelôs de João Pessoa?
eles são os camelôs de DVDs mais chiques do Brasil. dá pra encontrar excelente cinema de arte, além do Nós4.

fiquei chocada qdo vi e te liguei na hora!

; )

beijinhos bem dobradinhos...
eva

Anônimo disse...

gaLERA
Gostaria de adquirir um DVD do Nós 4. Como posso faze-lo? Favor dá a dica ...
... motocaml@hotmail.com

Obrigado!!